domingo, 22 de setembro de 2013

Palavras Entregues

Pescadores do mar - Wladmir Amoroso








Me perco em cada palavra que escrevo,
Como se propusesse encontrar sentido,
Onde outrora me abracei vaidoso,
Hoje sinto que estou quase vencido.
Vencido pelo tempo, pelas inquietações
Que amarraram seus medos a mim,
Sendo prova do seu amor doloroso,
Se Encontram e resumem tudo a si.
Ó arvore frondosa, de belos frutos,
Eu aqui estou de luto, diante da sua beleza,
Pois eu só quero certeza, do que me conduz.
Entrego-me a cada palavra,
Como um pescador entrega-se ao mar.


Wagner França

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Uma Jornada - III







Compor a melodia da nossa vida é oque devemos.
Bem, agora a partir de textos gnósticos começo a perceber vagamente certos conceitos e acontecimento; olhei para min mesmo por um instante e percebi o quanto estava sujo por dentro, o quanto as decisões e caminhos mal escolhidos fizeram com que a vida tomasse direções que talvez eu até não quisesse. Questiono então, será que essas escolhas, essas decisões que nos prejudica, que nos suja e que muitas vezes nos arrependemos depois, será são feita por nós?!
Será que temos pleno domínio das escolhas que fazemos, dos objetivos e caminhos que traçamos ?!
Acredito que não!
Quantas vezes nos vemos em embates com o nosso pensamento, um lado diz que devemos ficar dormindo mais um pouco, o outro diz que devemos nos levantar e cumprir nossas obrigações. Quantas vezes dissemos não quando na verdade deveríamos dizer um sincero e bonito sim ou vice e versa. Indecisões, confusão de pensamentos compõe o “ser-humano” hoje.
Na verdade isso são apenas consequências da maneira que vivemos tão preocupados com o trabalho, com o dinheiro e todas essas coisas matérias; Quando na verdade aquilo que é o mais importante e que faz todas essas coisa ficarem em harmonia é esquecido, nós mesmos!
Veja bem, quando falo que nós com essa vida que levamos esquecemos de nós mesmo não falo de ir pra academia e cuidar do corpo e da saúde (que seja importante também), ou de crescermos de uma maneira acadêmica, falo de nos conhecermos... Você se conhece de verdade ?!
Vivemos hoje como uma pedra a rolar (rolling stone) sendo empurrado por “eus” da cobiça, da luxuria, da inveja e principalmente do egoísmo, é incompreensível pra min que  alguém possa ver uma criança, uma mulher, um idoso sendo injustiçado e não sofrer junto, isso não é humano.
Esses eus fazem escolhas, ditam pensamentos, vontades, caminhos e nós nada fazemos para parar, nada fazemos até que queiramos fazer alguma coisa.
A Gnose não é religião, é uma filosofia de conhecimentos práticos, para que possamos transcender muitas coisas, eliminar esses eus que nos controla mas principalmente para que possamos nos conhecer de fato, pois como diziam os antigos “Conhece a ti mesmo e assim conhecerás a Deus e ao universo.”

 

                                        Texto:
 Wagner Antônio França
                                                      Foto:
                                                                         Bruce Galindo

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Uma Jornada - II



Ainda que ofuscado pela luz que era tanta, agora consigo assimilar algumas coisas de uma maneira melhor. Naquele momento, vi a min mesmo como um todo, como parte da imensidão, do infinito; sentia-me conectado com a humanidade e com todos os seres que estão ao nosso redor.
Sorria, não por bobagem, mais por uma felicidade que de tão boa, nunca vou conseguir descrever; aquietava meu ser, que vivia confuso.
 Respirava, e era como se o ar que entrava nas minhas narinas viesse com o sopro da vida, a cada instante soprado; dando pra min uma prova inquestionável que tudo é muito mais amplo.
Desliguei-me de quase tudo, só volta e meia uma lembrança que vinha me lembrar, lembrar que o mundo é mundo, mais não deixei esses tipos de pensamentos interferirem em tudo aquilo que era tão especial. O mundo é muito mais do que possam dizer.
Teve um momento especifico em que me senti realmente conectado com uma força superior, um momento que eu considero crucial para a minha vida. Sabendo que, diante daquela energia tão boa, tão forte um pedido de coração poderia ser feito, nada disso. A única coisa que veio no meu pensamento, além das sinceras desculpas pelo que eu estava me tornando, foi um muito obrigado. Obrigado por eu estar vivo, por ter essa experiência, por ter uma família preocupada, presente, que me ama; por eu sempre lutar pra tornar-me um ser melhor e por existir pessoas especiais que me ajudaram a encontrar esse caminho, esse caminho que era na verdade o caminho pra min mesmo.
Foram tantas coisas que não vou conseguir transmitir um terço, mais que mudou a minha vida por completo.
Obrigado Deus, obrigado Santo Daime, obrigado Marcio, Anita, Juliana, Alisson, Jadson e todos que me abraçaram, foram peças importantes para essa transformação.
A jornada continua.


Wagner França